rh-gestao-beneficios

O papel do RH na Gestão de Benefícios

Sem dúvida o setor de RH ocupa um papel central em qualquer corporação, são muitas as funções desempenhadas por esses profissionais. E com toda a certeza uma das partes mais estratégicas desse trabalho é o de priorizar ações voltadas à motivação pessoal da equipe, isso inclui a gestão de benefícios.

Ter funcionários comprometidos e engajados com a busca de resultados é algo que certamente irá trazer resultados positivos para qualquer organização. Em contraste com que muitos gestores pensam, o salário não é o único ponto que os colaboradores olham ao decidir se permanecem, ou não, nas corporações.

É dentro dessa perspectiva que a gestão de benefícios entra como uma das estratégias mais importantes para o clima organizacional.

Realizar a gestão de programas de benefícios não significa apenas selecionar e conceder os benefícios. Em outras palavras, é preciso realizar um acompanhamento minucioso, medindo e alinhando os programas oferecidos aos colaboradores de uma maneira constante. Para saber como, continue a leitura deste artigo que nós, da RadarFit, escrevemos!

O que é a Gestão de Benefícios?

A gestão de benefícios tem como objetivo principal a valorização do capital humano da corporação. E faz isso por meio de uma série de programas, mecanismos, ferramentas e outros recursos que estejam alinhadas à visão da organização.

Para isso, são oferecidos aos colaboradores benefícios e outras formas de remuneração além do salário propriamente dito.

O principal objetivo é trazer resultados em relação a motivação pessoal de cada membro da equipe. Com o propósito de aumentar a produtividade e reter os talentos dentro da organização.

Esses benefícios podem ser ofertados de forma voluntária ou por meio do incentivo de programas públicos como o Programa de Alimentação do Trabalhador (ou PAT). Que é uma política pública que oferece incentivos fiscais vantajosos para as empresas investirem na alimentação de seus colaboradores.

Os benefícios que não são obrigatórios por lei, mas que são ofertados por empresas comprometidas com a qualidade de vida de seus colaboradores representam um grande diferencial para a atração e a retenção de talentos.

A importância da Gestão de Benefícios

De acordo com uma pesquisa realizada pela Great Place To Work (GPTW), os pontos mais importantes que pesam na hora de escolher o seu local de trabalho passam não apenas pela oportunidade de crescimento, como também pela qualidade de vida, alinhamento de valores e benefícios ofertados. Esses fatores inclusive podem representar o fator de desempate entre duas empresas com remuneração e plano de carreira similares.

É importante ressaltar que essas estratégias não apenas servem como motivação extra para os funcionários, como também ajudam a melhorar muito o clima organizacional e fortalecem a Employer Branding.

Para as corporações, é extremamente importante se fortalecer como marca empregadora e se destacar em relação à concorrência. Visto que essa é a melhor forma de reter os profissionais mais talentosos do mercado e superar a média.

Todos esses fatores que ajudam a aumentar a qualidade do clima corporativo e a satisfação dos colaboradores, sem dúvida também ajudam a reduzir o absenteísmo e o turnover. Dessa forma, a organização consegue reduzir diversos custos operacionais, como prospecção, seleção, recrutamento e treinamento de novos colaboradores. Além de aumentar a produtividade das equipes, gerando mais receita e mais lucratividade.

Como funciona?

Para serem engajantes, os benefícios precisam atender as necessidades reais dos colaboradores. Por isso é fundamental realizar pesquisas que ajudem a mapear essas demandas e também pesquisas de satisfação após a implementação dos benefícios. Para que seja possível ter a dimensão do impacto que está sendo gerado.

Não basta apenas oferecer vantagens e recompensas à equipe esperando que isso gere resultados. É preciso ter uma estratégia que englobe a mensuração de dados, e que tenha objetivos bem definidos.

Vantagens de investir em gestão de benefícios

São muitos os impactos positivos ao se investir na qualidade de vida do funcionário. Como mencionamos antes, os benefícios ofertados são um dos principais pontos que os colaboradores olham ao escolherem o seu local de trabalho.

Outro ponto positivo é a imagem de empresa inovadora e moderna que vem com a adoção desse tipo de programa. Obviamente, nem todos os benefícios dependem de tecnologia avançada para funcionar, mas por ser uma tendência crescente no mercado, as corporações que não se atualizam acabam ficando para trás.

O aspecto da economia também não pode ser ignorado. Como muitos empresários sabem, a melhor forma de se ter retorno financeiro é investindo.

Em relação à saúde do funcionário e ao seu bem-estar, essa máxima também é verdadeira. O montante que se gasta com auxílio-saúde chega a alcançar de 13% à 25% do total da folha de pagamento.

Portanto um programa de saúde e bem-estar como o da RadarFit, que permite que os usuários realizem consultorias com diversas especialidades médicas, tem um impacto significativo na redução do valor gasto com sinistralidade de planos de saúde.

Para o colaborador, podemos citar como benefícios: aumento do índice de satisfação do time, ambiente de trabalho mais saudável e equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Como encontrar os melhores benefícios e atender os anseios do colaboradores

É preciso realizar uma pesquisa de mercado para saber quais são as políticas de benefícios capazes de entregar esse tipo de impacto na sua corporação, e quais podem responder os anseios de sua equipe.

Uma pesquisa realizada pela Harvard Business School durante a pandemia do coronavírus levantou alguns dados importantes sobre as tendências crescentes entre colaboradores que estavam empregados durante a crise sanitária.

  • 34% realizaram cursos online para avançar em suas carreiras
  • 59% definiram a sua saúde como prioridade
  • 69% estão preocupados com o mundo
  • 34% sentem que estão próximos de um burnout profissional

Flexibilidade de jornada de trabalho é um dos grandes destaques da pesquisa, outros índices demonstram a necessidade de cuidados com a saúde mental e assistência emocional.

Apesar disso, ainda é bom validar esses resultados com pesquisa própria, pois os benefícios devem estar alinhados ao perfil do colaborador, que podem mudar muito de empresa para empresa.

Os benefícios devem ser constantemente monitorados, esse deve ser um esforço contínuo da corporação.

É claro que dentro da rotina de uma equipe de RH que já possui muitas demandas, é muito vantajoso realizar esse processo de monitoramento de uma forma automatizada.

A RadarFit

Aqui na RadarFit, por exemplo, oferecemos um Dashboard exclusivo que permite acompanhar diversas métricas sobre como os colaboradores estão respondendo ao aplicativo. Algumas informações que a nossa plataforma fornecem incluem:

  • Engajamento dos colaboradores
  • Número de atividades saudáveis realizadas
  • Objetivos definidos e objetivos alcançados
  • Possíveis enfermidades evitadas

E dentro da visão dos gestores, essa também aparece como a mais importante de todas as prioridades em 34% das empresas.

Portanto, se você deseja acompanhar as novas tendências do mercado, e não quer ficar para trás nas inovações, não se esqueça de se aprofundar na gestão de benefícios e oferecer as melhores condições para a sua equipe.

Se houver qualquer dúvida adicional, você também pode solicitar o contato de um de nossos consultores!

Veja também

O universo dos jogos sempre esteve presente em nossa cultura....

Solicitar uma demonstração