Employer Branding e Employee Experience: qual a diferença?

employer-employee-experience

Quem é profissional da área de gestão ou recursos humanos sabe que com frequência surgem novos conceitos e ferramentas. Ou seja, para estar atualizado em relação à área é necessário muito estudo.  

Dois conceitos que estão em alta no mercado mas que ainda geram muita confusão são employer branding e employee experience.  

Nesse texto, nós iremos fazer uma introdução dessas duas novas tendências e explicar um pouco sobre como elas são utilizadas para valorizar o colaborador e a marca da empresa.

Employer Branding 

Esse termo engloba uma série de práticas e técnicas que tem como objetivo trazer valor à marca do empregador. Dentro desse escopo, a principal intenção é criar um ambiente de trabalho diferenciado. Que seja atrativo o suficiente para atrair e reter os melhores talentos do mercado.  

Isso é com toda a certeza um dos maiores trunfos que sua empresa pode alcançar. Afinal de contas, reter profissionais talentosos e qualificados irá impactar de forma positiva nos resultados da corporação. Além disso, os gastos com rotatividade de funcionários será menor.  

Outro ponto positivo é a melhora da relação entre a empresa e o funcionário, que é benéfica para as duas partes.  

Employer branding é um projeto de longo prazo, de fato sua aplicação não irá ocorrer do dia para a noite. Nesse sentido é necessário que se planejem metas reais, que sejam possíveis de serem atendidas em um tempo delimitado. Uma boa estratégia de employer branding ajuda a empresa a ter funcionários mais capacitados e motivados. São várias as ações possíveis de serem aplicadas nesse sentido. Muitos gestores pensam que essa motivação vem apenas de bônus financeiros. Contudo é possível atingir resultados positivos sem ter que impactar a saúde financeira da empresa.  

Como exemplo disso, podemos citar algumas medidas de baixo custo como flexibilização de horários, capacitação profissional, feedbacks, reconhecimento com brindes e atividades que quebrem a rotina.  

A realização de feedbacks regulares é essencial para gerar uma relação de confiança entre gestores e colaboradores. Esse tipo de comunicação, além de auxiliar no desenvolvimento profissional, é uma forma de reconhecimento pelo trabalho realizado.  

É importante ressaltar que o sucesso de qualquer projeto depende de um planejamento prévio adequado. Levando em conta os objetivos, recursos disponíveis, indicadores de oportunidades e riscos, entre outros. 

Employee Experience  

Esse conceito se relaciona muito com o primeiro conceito apresentado. A principal diferença é que ele toma como referência a experiência que o colaborador vai ter dentro da empresa, desde o momento em que é recrutado, até o momento que ele é desligado ou se aposenta.  

A relação desses dois conceitos vem do fato de que os dois atuam sobre como o colaborador irá vivenciar sua rotina dentro da empresa, e consequentemente, como ele irá enxergar a marca. Ao estimular um, a empresa naturalmente estimula o outro, e os dois tendem a crescer em conjunto.  

Como mencionamos antes, uma boa experiência garante que os colaboradores se sintam motivados e orgulhosos de trabalharem na organização, levando assim, a construírem fidelidade e comprometimento com a empresa.  

A experiência do colaborador dentro do ambiente corporativo impacta diretamente o trabalho dele, e consequentemente, a empresa também. Quando essas experiências são positivas, o vínculo com a empresa é fortalecido e isso, além de índices de fidelização elevados, traz também uma melhora da imagem da corporação.  

Da mesma forma, colaboradores que possuem experiências negativas dentro da empresa costumam ter um nível de produtividade mais baixo e também uma rotatividade mais alta, o que significa que eles poderiam deixar a sua corporação a qualquer momento.  

Uma alta rotatividade de funcionários, obviamente, irá trazer danos à imagem da empresa, que será vista como um lugar ruim para trabalhar e para colaboradores dedicarem a sua carreira. Além disso, existe também um prejuízo financeiro, já que a empresa irá gastar tempo e recursos procurando, entrevistando, recrutando e treinando novos talentos. 

Alguns métodos que podem ajudar a construir uma boa experiência de trabalho são: 

  • Manter o canal de comunicação aberto  
  • Ambiente que possibilite o crescimento profissional 
  • Promoção de práticas de alimentação saudável e exercícios físicos
  • Estimular boas relações entre os funcionários
  • Permitir flexibilidade de horários
  • Compartilhar e exaltar as conquistas de cada setor para toda a empresa
  • Programas de benefícios e parcerias
  • Ações para quebrar a rotina 

E-book

Por que promover mais saúde e bem-estar no trabalho?

Baixe agora!
Por que promover mais saúde e bem-estar no trabalho?

O papel do Marketing  

O marketing tem como função principal criar estratégias para aumentar a confiança entre a corporação e os clientes e para vender uma boa imagem da empresa, contudo, suas responsabilidades não param por aí.   

Embora o setor de Recursos Humanos seja o responsável por recrutar novos talentos e manter os que já fazem parte da corporação, o setor de marketing também possui uma função muito importante em relação ao employer branding e ao employee experience.  

Inclusive, é recomendado incentivar a boa interação entre Marketing e RH, pois embora possuam públicos diferentes, eles devem adotar essa missão conjuntamente dentro das corporações.  

Sendo assim, o setor de RH é responsável por trazer informações internas, referente aos colaboradores da empresa, e o marketing, na outra ponta, reúne por meio de ferramentas específicas as informações vindas de fora.  

Todas essas informações devem fazer parte da estratégia de construção e manutenção da identidade de marca, com o propósito de aumentar a valorização tanto internamente quanto externamente. Obviamente isso irá trazer crescimento e retorno financeiro para a corporação, mas existem mais benefícios. Como mencionamos antes, uma marca forte consegue atrair e reter os melhores talentos do mercado.  

Dessa forma, fica fácil entender a importância desses dois conceitos, tanto para o RH quanto para a saúde financeira e para o futuro das corporações. 

Se você gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre como podemos te ajudar, solicite uma apresentação com um de nossos especialistas.

Aproveite também para acessar nossas redes sociais!

LinkedIn

Facebook

Instagram

Veja também

Solicitar uma demonstração